2015, artigos, Ciências Sociais

Actores y discursos religiosos en la esfera pública: los debates en torno a la educación sexual y a la “muerte digna” en Argentina

ESQUIVEL, Juan Cruz;  ALONSO, Juan Pedro. Actores y discursos religiosos en la esfera pública: los debates en torno a la educación sexual y a la “muerte digna” en Argentina. Sexualidad, Salud y Sociedad. n.21, p.85-110, 2015.

La educación sexual y las condiciones para una “muerte digna” han sido objeto de debate parlamentario en la última década en Argentina. El artículo aborda comparativamente el proceso que desembocó en la aprobación de las leyes de Educación Sexual Integral y “muerte digna” por parte del Congreso de la Nación, examinando las estrategias de intervención y los fundamentos discursivos de instituciones religiosas -principalmente, de la Iglesia católica- en los debates públicos. El análisis de ambos procesos permite describir estrategias disímiles de posicionamiento de actores y discursos religiosos en la esfera pública, tendientes a incidir en la legislación y en las políticas públicas.

[Acesso]

Anúncios
2015, Antropologia, artigos

Cooperação internacional católica: entre a política dos movimentos sociais e o ativismo da fé em ação

VIANNA, Catarina Morawska. Cooperação internacional católica: entre a política dos movimentos sociais e o ativismo da fé em ação. Religião & Sociedade. vol.35, n.2, p.213-248, 2015.

O artigo propõe uma análise das relações firmadas pela Catholic Agency for Overseas Development (CAFOD) com o movimento dos meninos de rua no Brasil na década de 1990 e com doadores católicos nas dioceses anglo-galesas. Pretende-se demonstrar que a particularidade da cooperação internacional católica não se encontra, como sugerem Morse e McNamara (2008), na existência de uma delimitada comunidade moral, mas nos tipos de saberes, técnicas e linguagens mobilizados a cada relação: técnico-burocráticos com doadores institucionais e católicos com doadores em paróquias. Tais relações permitem que se faça diferentes tipos de política: desde os movimentos sociais no Brasil em suas lutas específicas até os ativistas católicos britânicos, que tomam a justiça social como expressão de sua fé.

[Acesso]

2017, Administração, artigos, Comunicação

The role of stakeholders in Solomon’s Temple: an exploratory study

BAZANINI, Roberto;  GIGLIO, Ernesto Michelângelo. The role of stakeholders in Solomon’s Temple: an exploratory study. Organizações & Sociedade. vol.24, n.83, pp.674-690, 2017.

This paper aims to describe the role of stakeholders in the symbolic goods market of religion. Drawing on qualitative research, and based on the salience model of stakeholders, the objective is to analyze the importance of Solomon’s Temple megachurch to the Universal Church of the Kingdom of God (UCKG) as a competitive factor in the market of religious goods and services for achieving a competitive advantage. The findings show that the respondents’ perception indicates that the construction of megachurches provides a competitive advantage if the stakeholders are identified and continuously monitored because of the attributes of power, legitimacy and urgency. The contribution of the study is a discussion on the relevance of the applicability of stakeholder theory in the symbolic goods market of religion from the perspective of network relationships with other stakeholders.

[Acesso]

2016, Antropologia, artigos

O testemunho e a produção de valor moral: observações etnográficas sobre um centro de recuperação evangélico

TEIXEIRA, Cesar Pinheiro. O testemunho e a produção de valor moral: observações etnográficas sobre um centro de recuperação evangélico. Religião & Sociedade. vol.36, n.2, pp.107-134, 2016.

O presente artigo procura discutir o testemunho como uma prática densa capaz de agregar valor moral a pessoas socialmente desacreditadas. Essa discussão é realizada a partir de uma pesquisa sobre um centro de recuperação evangélico, situado na periferia da região metropolitana do estado do Rio de Janeiro. Argumenta-se que o testemunho é uma prática que, além da elaboração de si através de uma narrativa biográfica (“ter testemunho”), performatizada em diversas situações (“dar testemunho”), também é composta por um exercício de elaboração de si que se constrói na vida cotidiana de forma relacional (“ser testemunho”). Encerro propondo a hipótese de que a articulação entre essas distintas dimensões do testemunho produz uma gramática própria capaz de agregar valor moral aos atores que a mobilizam.

[Acesso]